Plástico, uma praga !

Uma pesquisa feita em 2009 pelo Projeto Tamar em 5 estados brasileiros - Ceará, Segipe, Bahia, Espírito Santo, São Paulo e Santa Catarina - revela que :

de cada 10 tartarugas mortas,
4 morreram porque ingeriram lixo.

Dentro de uma única tartaruga verde encontrada no litoral capixaba tinha plástico de todo jeito e tamanho, pedaço de canudo e até tampa de garrafa pet.

"Essa quantidade de lixo para um animal pequeno, um animal que tinha por volta de quatro anos, isso é fatal" , explica Henrique Filgueiras, coordenador do Projeto Tamar em Regência, no Espírito Santo.

O bicho confunde o plástico com o seu alimento, as algas, e o material não é digerido, fica no estômago do animal impedindo que se alimente. Além disso, ele não consegue mais afundar, tem dificuldade para respirar. Precisa de tratamento urgente, à base de soro. Uma papa verde, mistura de peixe e couve, é para o animal já mais forte, que tenta sobreviver.

Um documentário francês mostra a sopa de plástico que viraram os oceanos.
No Mar Mediterrâneo há três milhões de toneladas de lixo.
O plástico tomou conta do mar, está na superfície e até a mil metros de profundidade.

O Marine Mammal Center é um instituto que também trabalha com a recuperação dos animais como o Tamar, só que na costa oeste americana. Shelbi Stoudt coordena as operações de resgate. Ela conta que aumentou o número de mamíferos que chegam ali por causa da poluição.

Linha de pesca, faixas de borracha que se enrolam no pescoço dos bichos. Até casos de estrangulamento têm aparecido.

Há 20 anos Jan Van Franeker, especialista em aves marinhas, começou uma pesquisa para descobrir o que elas comiam e teve uma surpresa: “Há um pedaço de nylon, pedaço de sacola plástica ainda molhada e suja”.

O capitão Charles Moore sabe que o plástico nunca desaparece, apenas se quebra em pequenos pedacinhos. A vida dele mudou durante viagens em uma rota pouco usada no Pacífico. Foi ele quem descobriu a ilha de lixo no meio do mar.

Ele ficou intrigado com tanto plástico flutuando na água. “Minha nossa, o que a gente fez com o oceano?”

Em um século, 100 milhões de toneladas de plástico foram lançadas nos mares.

E pouco deve mudar. “Ninguém parece ter capacidade de ver um futuro sem plástico”, diz o capitão Moore. “Para que nos livremos da poluição do plástico. Pequenas mudanças não vão fazer a diferença”.

Dicas :
 

. Não use sacolas plásticas de supermercados, farmácias, lojas… Leve a sua sacola retornável de casa! Você vai colaborar, passar a imagem de pessoa consciente e ainda estará na moda!

. Utilize produtos com refil, eles utilizam menos plástico na fabricação.

Leve sempre sua garrafinha e seu copinho dobrável na bolsa (fáceis de encontrar em lojas de R$1,99)! Evite . copos e garrafas descartáveis. (tudo bem que o copo é de plástico, mas pelo menos se evita a utilização de muitos outros)

. Ao escolher produtos, veja se não existe um substituto que não seja de plástico.

. Compre embalagens grandes, evite comprar várias pequenas, se produz mais lixo com várias pequenas!

. Pense sempre no futuro dos seus filhos e netos! Reduza, reutilize e recicle!

Fonte : Programa Fantástico (Globo, 10/01/2010)

0 deixe seu comentário:

Postar um comentário

Pesquisar

VIDEO Respeite = Proteja

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores